02

Postado em: na categoria Psicopatologia.

O número de adolescentes que têm experimentado manias obsessivas, uma característica marcante do transtorno bipolar, é próximo ao número de adultos estimados com o transtorno de humor, sugerindo que para muitas pessoas os sintomas começam durante a adolescência, de acordo com um estudo realizado nos EUA.

“O conhecimento tradicional tem sido de que a mania começa entre os 20 e 30 anos”, afirmou Kathleen Merikangas Ries, autora principal do estudo e chefe do setor de epidemiologia genética no Instituto Nacional de Saúde Mental.”Acho que o importante é que as pessoas reconheçam que a mania obsessiva ocorre em adolescentes.”

A definição mais comum de distúrbio bipolar inclui ciclos alternados de obsessão e depressão, mas um tipo de diagnóstico de transtorno bipolar envolve apenas a mania obsessiva.

O estudo, publicado na revista Archives of General Psychiatry, envolveu mais de 10.000 adolescentes que passaram por longas entrevistas sobre seu humor e comportamento..

Os pesquisadores descobriram que 2,5% atendiam aos critérios de já terem apresentado mania e depressão, e 2,2% dos adolescentes tinham experimentado os sintomas nos últimos 12 meses.

Além disso, no ano anterior à pesquisa, 1,3% dos adolescentes tinham apenas mania e 5,7% tinham depressão.

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde Mental, 2,6% dos adultos tiveram transtorno bipolar nos últimos 12 meses.

“Eu acho que os nossos dados sugerem que o transtorno bipolar é mais comum em adolescentes do que estudos anteriores haviam demonstrado,” explicou Merikangas à Reuters Health.

Ela disse que a razão pode ser as questões utilizadas nas entrevistas, que foram um pouco mais amplas do que as das pesquisas anteriores, mas todos os adolescentes que são considerados com transtorno de humor no estudo apresentaram os critérios do manual de diagnóstico padrão de psiquiatria para o transtorno.

“Esse estudo confirma a impressão de que o início em adolescentes faz parte do panorama para este distúrbio, para muitos pacientes”, disse Robert Finding, diretor da divisão de psiquiatria infantil e adolescente no Centro Médico do Hospital Universitário Case, em Cleveland, que não foi envolvido no estudo.

Especialistas disseram que os resultados do estudo não sugerem necessariamente que a taxa de sintomas bipolares em adolescentes está subindo, mas é mais provável que um número crescente de adolescentes que procuram tratamento para um problema psiquiátrico estão sendo diagnosticados com transtorno bipolar.

Fonte: UOL Notícias

Talvez você também se interesse por essas:

Período para comentar encerrado.